Tribuna Cidadã discute a regulamentação do Uber na cidade

Foto:Tiago Ferreira

Welberth solicitará uma audiência pública para discutir o tema.

A utilização do Uber voltou à pauta da Câmara Municipal de Macaé, na Tribuna Cidadã desta quarta-feira (28). O tema foi solicitado por motoristas cadastrados no aplicativo e, entre as propostas apresentadas, destacaram-se a necessidade da regulamentação do serviço e a realização de uma audiência pública para dar prosseguimento aos debates. Welberth Rezende (PPS) conduziu o encontro.

Representando a categoria, o motorista Marcelo Martins Pereira falou sobre a importância do Uber na economia local. “Moro em Macaé há 20 anos e trabalhava na indústria do petróleo. Com a crise, enfrentei dificuldades financeiras e a chegada do aplicativo foi a oportunidade que encontrei para continuar sustentando a minha família. Esta também é a história de muitos que  aqui estão”, disse.

Marcelo informou que, do valor total cobrado por cada corrida, o Uber retém 25%. “Com o restante, precisamos arcar com manutenção, seguro, impostos e combustível, por exemplo. Nós geramos tributos ao município e lucro ao comércio local”, acrescentou.

Outro quesito apontado como vantagem do Uber é a segurança. Quando o usuário solicita o transporte, o motorista é identificado com nome e foto, além do mapa com o trajeto, estimativa de custo e os dados do carro. As informações ficam registradas no histórico do aplicativo.

Regulamentação deve ser feita pelos municípios

Nesta segunda-feira (26), o governo federal sancionou uma lei que dá poderes aos municípios para regulamentarem os aplicativos que prestam serviço de transporte e cabe ao Executivo propor a medida. É o que defende Maxwell Vaz (SD). “Esperamos que o prefeito se posicione, pois esta é a solução que todos buscam”, afirmou.

Na sequência, o vereador Júlio César de Barros (PMDB), o Julinho do Aeroporto, também defendeu a regulamentação. “Já apresentei um requerimento ao prefeito, pois sabemos que o Uber veio para ficar. Dessa forma, todos saem ganhando e é também um importante instrumento para coibir o transporte clandestino”, acrescentou.

Antes de encerrar a Tribuna Cidadã, Welberth reforçou a necessidade do diálogo entre as categorias. “O caminho precisa ser o da harmonia. Agendaremos a audiência para que todos tenham a oportunidade de debater e apresentar propostas”, finalizou.

O programa

A Tribuna Cidadã acontece na última quarta-feira de cada mês, às 9h, e tem o objetivo de dar voz aos cidadãos que desejam apresentar reivindicações e propostas de interesse comum da sociedade. Assim como acontece nas sessões, é possível acompanhar os debates pela transmissão ao vivo via internet e, posteriormente, são disponibilizados na TV Câmara – Macaé (Youtube), além de terem o registro em ata oficial.

Para participar da tribuna, é preciso retirar uma ficha de inscrição na Secretaria da Câmara e obter assinatura de pelo menos 10 pessoas para confirmar estar apto a representar alguma entidade de classe, região ou serviço.

Jornalista: Júnior Barbosa

Libras
Acessibilidade com Libras

VLibras

O conteúdo do Portal da Câmara Municipal de Macaé pode ser traduzido para a LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) através da plataforma VLibras.

Clique aqui (ou acesse diretamente no endereço - http://www.vlibras.gov.br/) e utilize a plataforma.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support